Notícia

Hércules agradece "pausa forçada" para recuperar tempo perdido

Atacante vibra com período de duas semanas sem jogos para tratar panturrilha esquerda, que o deixou de fora da abertura do estadual

A parada do Campeonato Capixaba 2017 por conta da greve dos policiais militares fez bem para o atacante Hércules. O atleta, que não treina regularmente com o grupo alvianil há cerca de duas semanas, tem aproveitado o período sem jogos para recuperar a forma física e também para tratar a contratura no músculo sóleo que teve na panturrilha esquerda. A lesão tirou o experiente jogador dos amistosos de pré-temporada e da estreia no estadual.

Hércules, atacante do Vitória, segue tratando lesão
Hércules, atacante do Vitória, segue tratando lesão
Foto: Henrique Montovanelli/VitóriaFC

"Essa paralisação é ruim para o campeonato e para o Vitória, que estreou vencendo e agora perde ritmo de jogo. A gente espera que resolvam essa situação o quanto antes, porque não pode ficar assim. Mas claro que para mim tem esse lado bom, porque eu estou me recuperando e não vou desfalcar o time em muitas rodadas. Hoje foi o primeiro dia que eu não senti dores, fazendo o trote na beira do campo e estou feliz com isso. Não vejo a hora de poder voltar a treinar com meus companheiros, jogar, fazer gols e ajudar o Vitória", afirma Hércules.

O técnico Fabio Henrique lamentou mais uma vez essa situação do Capixabão, mesmo eximindo a Federação de Futebol do Espírito Santo (FES) de qualquer culpa.

"Estamos tentando aproveitar esse tempo para intensificar a parte física mas já são dezoito dias sem jogar e isso é prejudicial, pois estamos perdendo ritmo de jogo. Pelo menos a confirmação de que não teria a rodada veio no início da semana, desta vez, e deu tempo para a gente se programar melhor para o próximo jogo. Agora fica a torcida para que a partida contra o Rio Branco aconteça e estamos nos preparando para isso. Estamos analisando a possibilidade de realizar algum jogo-treino ou amistoso, talvez não neste fim de semana, já que quarta tem jogo marcado, mas depois disso, caso não aconteça a partida contra o Rio Branco, para o time voltar a ganhar ritmo de jogo e se apresentar melhor depois do carnaval, quando a situação já deva estar melhor", explica o treinador.